Roundup Ready® Milho 2 é a primeira tecnologia de milho tolerante ao glifosato que chega ao mercado, garantindo produtividade com maior segurança e flexibilidade. Chegou a hora de proteger a lavoura e colher apenas bons frutos.

A PRIMEIRA TECNOLOGIA DE MILHO TOLERANTE A GLIFOSATO DO MERCADO

Entre os principais benefícios da tecnologia Roundup Ready® Milho 2, cita-se a seletividade do herbicida. Essa é a base para o sucesso do controle químico de plantas daninhas na agricultura, podendo ser definida como a medida da resposta diferencial de várias espécies de plantas a um determinado herbicida.

BENEFÍCIOS

SEGURANÇA
(Flexibilidade)

  • Permite uma aplicação sequencial no controle de plantas daninhas quando necessário.
  • Menor risco em situações climáticas adversas.
  • Redução no intervalo entre a adubação de cobertura e a aplicação do herbicida.


PRODUTIVIDADE

  • Redução da fitotoxicidade*.
  • Alta seletividade sem fitotoxicidade.
  • Excelente controle.
  • Amplo espectro no controle de plantas daninhas.
  • Mais tranquilidade até a colheita.

*A eficácia do Roundup Ready® Milho 2 permite o manejo de plantas em estágios mais avançados. Todavia, o controle de plantas no estágio adequado evita perdas pela matocompetição, desde que seguidas as recomendações da bula do produto.

OPÇÕES DE MANEJO – REGIÃO SUL E CERRADO

O produtor tem diferentes opções de manejo, decidindo pela mais conveniente para sua lavoura.


MANEJO DE PLANTAS DANINHAS

FLEXIBILIDADE PARA ADUBAÇÃO NITROGENADA EM COBERTURA

Estágios fenológicos e curva de absorção de nitrogênio

O Sistema Milho RR2 permite que a adubação nitrogenada em cobertura no milho seja realizada no melhor momento.


Estágio fenológico no milho:

  • Regiões quentes: pode mudar em 3 dias.
  • Regiões frias: pode mudar em 6 dias.

Fonte: Departamento de Tecnologia Monsanto.

PLANTAS VOLUNTÁRIAS

MANEJO DE PLANTAS DANINHAS

PRÁTICAS DE MANEJO PARA PREVENÇÃO DA RESISTÊNCIA DE PLANTAS DANINHAS AOS HERBICIDAS

  • Não deixe áreas em pousio: use práticas integradas de manejo de plantas daninhas durante o ano, focando o manejo do banco de sementes (rotação de culturas e coberturas).
  • Utilize o manejo pós-colheita: uso de associação de herbicidas com diferentes modos de ação.
  • Comece a cultura no limpo: faça antecipadamente um controle efetivo na dessecação e, se necessário, use um pré-emergente em áreas de elevada pressão de plantas daninhas.
  • Utilize a dose e o momento corretos de aplicação do glifosato e produtos associados no seu sistema de manejo, observando as melhores condições de aplicação.
  • Monitore os resultados da estratégia implementada de manejo, evitando o estabelecimento de populações de plantas daninhas remanescentes na cultura.
  • Use as melhores práticas agronômicas para maximizar a competitividade da cultura com as plantas daninhas, evitando, também, a dispersão de sementes pelos implementos agrícolas.


TOLERÂNCIA AOS HERBICIDAS

Segue a tabela com respostas de nível de tolerância dos híbridos Morgan® aos herbicidas pós-emergentes Sanson®, Accent®, Soberan® e Callisto®.

Nos produtos com a indicação (I), as injúrias desaparecem rapidamente, não afetando a produtividade.

Sanson® – Marca registrada BASF S/A.
Accent® – Marca registrada da E.I. Du Pont de Nemours & Co. (Inc.).
SOBERAN® – Marca registrada Bayer.
Callisto® – Marca de uma companhia do Grupo Syngenta.

AVALIAÇÃO DE HERBICIDAS PÓS-EMERGENTES EM HÍBRIDOS DE MILHO

Roundup Ready® Milho 2 é marca registrada da Monsanto Technology LLC.